:: AFEPOL História dos Presidentes

A evolução da Festa da Polenta através da história dos presidentes

E-mail Imprimir PDF

Padre Cleto passa o comando para
Sávio Caliman, o primeiro coordenador

Em 1984, com a transferência de Padre Cleto Caliman de Venda Nova para o Rio de Janeiro, a escola Fioravante Caliman (antigo Colégio Salesiano), entra numa nova fase administrativa/pedagógica. A Festa da Polenta, que acontecia sempre debaixo dos olhos do seu criador e no pátio desta escola, também sentiu a necessidade de formar lideranças.

Sávio Caliman assumiu a direção da escola, onde ficou até 1988. Ele, que era professor em Vitória, estava em Venda Nova num período de licença quando a comunidade vendanovense pede para ele ficar na direção, e estar à frente da instituição significava responsabilidade com a execução da Festa da Polenta. Tudo que acontecia na festa girava em torno da estrutura da escola.

Uma comissão fazia parte do comando geral de um evento financeiramente bem organizado, mas sem reserva para a festa seguinte. A cultura regional predominava na programação, sempre com muito forró. Para Sávio, a decisão de não colocar rock foi importante para o marketing (na ocasião).

Nesta época, os organizadores enfrentaram as turbulências dos planos econômicos, que fizeram faltar de tudo no mercado. Até esse período, a atração principal se repetia com o show do Xiru do Sul e, cada vez mais oneroso, acabou abrindo espaço para Os Santannas, grupo que ganhou fama e se estabeleceu no mercado.

Joomlart