FESTA DA POLENTA
DESDE 1979, PRATICANDO SOLIDARIEDADE E FAZENDO O BEM. FAÇA VOCÊ TAMBÉM!
 

Festa da Polenta e o famoso Tombo da Polenta

1.200 quilos de polenta, 400 quilos de fubá e muita água vão para o panelão.

Desde o ano de 2004 o momento em que um panelão gigante entorna mais de uma tonelada de polenta se tornou a grande atração da Festa da Polenta. O “Tombo da Polenta”, como ficou conhecido, é uma festa à parte no Centro de Eventos. Milhares se voltam para o grande espetáculo.

Para preparar 1.200 quilos de polenta, 400 quilos de fubá e muita água vão para o panelão. Com capacidade de 1.390 litros, foi fabricado em aço fundido pela Companhia Siderúrgica de Tubarão- CST, em Vitória. O engenheiro mecânico, Luciano Varejão doou o projeto da peça, que tem 1,60 metros de diâmetro e 1 metro de altura. Cuja iniciativa foi do então presidente da Festa Tarcisio José Calimam, um grande inovador da festa.

O panelão é uma réplica perfeita das panelas usadas nas cozinhas das nonnas e nas casas onde as famílias ainda mantêm o costume.

Para comportá-la, um fogão de tijolos foi construído no local da Festa. Ali, a polenta fica quase cinco horas cozinhando na presença do público. Graças a um mecanismo com correntes resistentes, roldanas e manivelas, o panelão pode virar 90 graus e entornar a polenta em um tabuleiro grande. Tudo ao som de “La Bella Polenta”, o hino da festa.

A polenta do tombo vai para a cozinha e é servida para o público da Festa. Foi essa mesma receita de polenta, hoje uma grande estrela da gastronomia local, que alimentou os colonizadores italianos nos primeiros anos em terras capixabas.

Tecnologia do Google TradutorTradutor